Salgueiro - Rio Samba School Song Português

Salgueiro Samba School flag

Listen here to the samba song of the Rio Samba School Salgueiro. Just click on the music player on the side.


Salgueiro Samba School

DETAILS

Established in: 05/03/1953

Flag Colours: Red and white

President: Regina Celi Fernandes Duran

Address: Rua Silva Teles, 104 - Andaraí - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20541-110
Phone: (21) 2238-9226

Reharsals: On Wednesdays, from 20h until 22h; and aturdays, from 22h

Head Quarter: Samba City (Quarter nº 08) - Rua Rivadávia Correa, nº 60 - Gamboa
CEP: 20.220-290
Phones:
(21) 2203-0897 / (21) 2223-1110

Web site: www.salgueiro.com.br

Press:
Flávia Cirino
flavia.cirino@salgueiro.com.br
Phone: (21) 9834-0807


Salgueiro 2016

2016 parading time

Parading Theme:
"A Ópera do Malandro"

Carnival Designer (Carnavalesco):
Renato Lage e Márcia Lage

Carnival Managers: Regina Celi, Anderson Abreu e Renato Duran


Harmony Managers: Jô Calça Larga

Vocalists: Quinho, Serginho do Porto e Leonardo Bessa

Drummer`s Regent: Marcão

Drummer`s Queen: Viviane Araújo

Flag Carring Couple:
Sidclei &Gleice Simpatia

Vanguard Group:
Hélio Bejani


Salgueiro Samba School Rio Carnival

Champion of the 2009 Parade. Salgueiro is a truly elitist school attracting many celebrities.

Salgueiro Samba School Song

Samba School Salgueiro was originally among the first schools to show-case the achievements of the Afro-Brazilians, in stark contrast to its current middle-class fan club. Salgueiro became really famous in the 1960s for its outstanding samba dance performers.

It has a very popular samba hall close to the city center, in one of the safest areas (compared to the other schools based on the hills with slums).

Most years, it uses " fire" in its parades, the symbol of the school.

Salgueiro

Theme: "A Ópera do Malandro"

Composers: Xande de Pilares, Jassa, Betinho de Pilares, Miudinho, Luiz Pião e W Correa

Vocalist: Serginho do Porto e Leonardo Bessa

Samba Enredo 2015

Tem amor nesse tempero... Salgueiro

Esse "trem é bom demais"

Vem dos tempos dos meus ancestrais

Foi o índio que ensinou

Com sua sabedoria

O jeito de aproveitar, tudo que a terra dá, no dia-a-dia

É de dar água na boca, se lambuzar

Visitar o paraíso.... e sonhar

 

O danado desse cheiro sô... ô sinhá

Atiçou meu paladar... ô sinhá

Já bebi uma "purinha" vim sambar na Academia

E não quero mais parar...

 

O ouro desperta ambição

Da fome nasce a criatividade

O branco, o negro e seus costumes

Trazendo muito mais variedade

Um elo em comunhão

E a culinária virou arte e tradição

É no tacho... na panela... mexe com a colher de pau

Saberes e sabores lá do fundo do quintal

Peço a Nossa Senhora pra não deixar faltar

É divina... que delícia... pronta pra saborear

 

Prepara a mesa bota a fé no coração

Numa só voz vai meu samba em louvação

É o meu Salgueiro com gosto de quero mais

Oh Minas Gerais!


2016 Parading Theme

"A Ópera do Malandro"

Sinopse

Malandro…
É o tipo que entra faceiro na roda, abre o jogo e fecha com os seus.
É o Rei da Ginga, Rei da Noite, o Barão da Ralé!
Sagaz, invoca os personagens de um Rio lírico, nesta ópera tão pomposa
que só um malandro poderia sonhar.
(Ou tão ordinária que qualquer mendigo poderia pagar).

Malandro…
Vai flanando triunfal por entre deuses e meretrizes, rainhas e monarcas…
Delirantes fidalgos desta magnífica ópera das ruas.
É aquele que faz das calçadas o palco das ilusões.
Atento, não dorme no ponto nem cochila na linha.
E só baixar a guarda quando o sol dá o ar de sua graça.

Malandro…
É o mestre-sala das alcovas.
O bailarino dos salões, o cavaleiro errante dos morros cariocas.
Atua nas madrugadas, caminhando na ponta dos pés, como quem pisa nos corações.
À luz do abajour, ama a todas que quiser.
Das muchachas de Copacabana às mimosas da Praça Tiradentes.

Malandro…
Dono de um jeito manso que é só seu de aparar os dilemas da vida no fio da navalha.
É o sujeito cordial que desfila macio entre dados, cartas e roletas.
É o rei de todos os naipes num carteado de damas, valetes e coringas.
Aquele que, mesmo quando o jogo vira contra, nunca joga a toalha.
Porque é o filho gerado no ventre da sorte, a imperatriz do mundo!

Malandro…
É o pensador dos botequins, filósofo das mesas de bar!
O dono de um mundo que aprendeu a domar.
Poeta, comanda o cortejo na cadência bonita do samba vadio
que o luar lhe emprestou.

Malandro…
Um homem de fé, que fecha o corpo e abre os caminhos ao próprio destino.
Que não foge à luta e que pede a paz!
Entidade saudada em mojibás, laroiês e saravás.
É aquele que entra na gira pra fazer o mundo girar.
Que guia a roda na palma da mão para sua gente ir adiante.
É o dono da rua que vive na alma de cada carioca da gema,
povo que “TRABALHA PACA”!!
Que vai pro batente de todo dia chacoalhando guias e cordões no trem da Central.

Malandro…
Astro maior desta ópera
Que segue rumo ao ato derradeiro.

E quando a luz se apagar…
A orquestra silenciar…
A poeira assentar no chão…
A plateia, de pé, em delírio…
Bate palma e pede bis!
Pois, a cada carnaval, ele renasce no coração de todo bamba.
Afinal, malandro que é malandro nunca sai de cena…
Vira samba!

Rio Carnival 2016
Samba Schools &
Samba Songs

Find here all Rio Samba School details with the latest samba songs and 2016 parading themes.

You will be able to listen to the 2016 samba songs on your own Rio Carnival Page as soon as they are released.

All samba school songs
info about the schools
all about 2016 rio carnival

Rio Carnival Samba School Photos

Salgueiro`s history

 

Prizes in the First League (Special Group)